Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Departamento de Ações em Saúde

O Departamento de Ações em Saúde da SES/RS tem enfoque no fortalecimento da Atenção Primária à Saúde (Unidades Básicas de Saúde e Estratégia de Saúde da Família) como principal porta de entrada e centro articulador do acesso dos usuários do SUS à Rede de Atenção Integral. O DAS também atua no planejamento e monitoramento das ações desenvolvidas por meio das políticas públicas de saúde que são operacionalizadas em todos os níveis de atenção à saúde.

Diretrizes:

  • promover a garantia do acesso com qualidade e participação social;
  • articular e consolidar as Políticas de Atenção Integral à Saúde;
  • desenvolver ações conjuntas com os demais departamentos;
  • trabalhar de forma georreferenciada; articular ações intersetoriais e transversais;
  • promover a integralidade, equidade, continuidade e resolutividade do cuidado;
  • construir, organizar e ativar as Redes de Atenção à Saúde (RAS) a partir do fortalecimento da Atenção Básica de Saúde;
  • apoiar a atenção às necessidades e expectativas dos usuários; construir coletivos de decisão e educação permanente.

O DAS coordena as políticas de saúde por meio de quatro eixos: Gestão, Atenção Básica, Ciclos Vitais e Transversalidade. Abaixo são apresentados os eixos e suas respectivas políticas, conforme simbolizado na imagem da Mandala:

 

As políticas do DAS são graficamente representadas por esta mandala, que foi idealizada e desenhada por trabalhadores do DAS.

EIXO: GESTÃO

A gestão deflagrou um movimento ético, político e institucional que altera os modos de gerir e de cuidar em saúde, utilizando a metodologia do Apoio Institucional como principal estratégia de mobilização de gestores, trabalhadores e usuários para a constituição de redes regionalizadas de atenção integral à saúde.

O Estado investe no fortalecimento da Atenção Básica à Saúde cumprindo sua atribuição de cofinanciamento do SUS, por meio de vários incentivos financeiros, como por exemplo, a Política de Incentivo Estadual à Qualificação da Atenção Básica em Saúde (PIES), na lógica da equidade.

Políticas de saúde do eixo Gestão:

  • MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

  • HUMANIZAÇÃO

 EIXO: ATENÇÃO BÁSICA

A Atenção Básica, principal porta de entrada e centro articulador do acesso dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) às Redes de Atenção à Saúde, orienta-se pelos princípios da acessibilidade, da coordenação do cuidado, do vínculo e continuidade, da integralidade, da corresponsabilização e da humanização. Para atender esses princípios, a Atenção Básica desenvolve programas e ações, considerando a diversidade das necessidades de saúde dos usuários, no âmbito etnicorracial, dos ciclos vitais e de gênero.

A Atenção Básica coordena as Redes e assume importante papel de articulador das Redes Prioritárias: Rede Cegonha-PIM, Rede de Atenção Psicossocial, Rede de Urgência e Emergência e Rede da Pessoa com Deficiência.

As ações e os serviços da Atenção Básica são ofertados nos 497 municípios. O Estado do Rio Grande do Sul elencou a Estratégia de Saúde da Família (ESF) como modelo prioritário e estratégico para a qualificação do cuidado e a melhoria do acesso da população gaúcha ao SUS na Atenção Básica.

Compõem o eixo Atenção Básica:

  • ATENÇÃO BÁSICA / ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

  • PRIMEIRA INFÂNCIA MELHOR

  • RS NA PAZ / +SAÚDE

 EIXO: CICLOS VITAIS

Os Ciclos de Vida foram identificados a partir da leitura do desenvolvimento humano como um processo influenciado por mudanças biológicas, temporais, culturais e sociais. Este eixo do DAS, organiza-se destacando-se as principais características de cada ciclo vital, tendo em vista garantir a integralidade do conjunto de Políticas de Saúde desenvolvidas no estado.

Políticas do eixo Ciclos Vitais:

  • SAÚDE DA CRIANÇA

  • SAÚDE DE ADOLESCENTES

  • SAÚDE DA MULHER

  • SAÚDE DO HOMEM

  • SAÚDE DO IDOSO

 EIXO: TRANSVERSALIDADE

As ações transversais buscam romper com as fronteiras entre os saberes e práticas das políticas constituídas. Tem como desafio a dialógica entre conhecimentos para a criação de práticas comuns intra e intergrupos no campo da saúde coletiva.

Compõem o eixo Transversalidade:

  • SAÚDE BUCAL

  • ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

  • DST/HIV/AIDS

  • SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA

  • SAÚDE INDÍGENA

  • SAÚDE DO SISTEMA PRISIONAL

  • SAÚDE MENTAL

  • SAÚDE LGBT

  • SAÚDE DO CAMPO

 Fone: (51) 3288-5900

Por favor, aguarde até que o procedimento seja concluído.

Carregando
Matriz PROCERGS versão 2.0