Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Planificação da Atenção Primária à Saúde

Planificação da Atenção Primária à Saúde é uma das ações que compõem a Planificação da Atenção à Saúde e pretende problematizar e refletir sobre o papel da APS como ordenadora da rede, fornecendo apoio técnico às equipes gestoras municipais e trabalhadores da área, para qualificar a organização da rede de acordo com os princípios do SUS.

Essa ação é uma parceria do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS) com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do RS. O processo de Planificação da Atenção à Saúde tem as Coordenadorias Regionais de Saúde como pontos fundamentais, uma vez que é a partir desse recorte que são selecionadas as próximas regiões e municípios a serem Planificados, a exemplo do processo de Planificação que vem ocorrendo na 4ª CRS e que iniciou em setembro de 2017 na 18ª CRS, com adesão de 100% dos municípios das Regiões de Saúde 04 e 05.

O Processo de Planificação da Atenção à Saúde consiste em três momentos principais:

A primeira oficina de alinhamento conceitual realizada pelo CONASS é denominada “Oficina Mãe”, como descrita anteriormente. As demais oficinas são realizadas no primeiro momento com os facilitadores designados pela SES e COSEMS que, em seguida, devem multiplicar para todos os profissionais da APS e representantes de outras áreas das Secretarias Municipais de Saúde.

Os temas das oficinas são apresentados no quadro abaixo:

Oficinas

Oficina 1 - Redes de Atenção à Saúde

Atividade 1 - Proposta da Planificação da Atenção à Saúde - 18ª CRS

Atividade 2 - A oficina de Redes de Atenção à Saúde Oficina 1 - 18ª CRS

Atividade 7 - RAS - conceito, fundamento e elementos constitutivos - 18ª CRS

As atividades de dispersão devem ser encaminhadas para os seguintes e.mails, conforme a região de saúde do município: 

- Belas Praias (região de saúde 4): planificacaobelaspraias@gmail.com

- Bons Ventos (região de saúde 5): planificacaobonsventos@gmail.com

Oficina 2 - Atenção Primária à Saúde

Apresentação - Objetivos da Aprendizagem - 18ª CRS

Apresentação - Sistematização da Oficina - 18ª CRS

Atividade de Dispersão - Matriz Roteiro para análise do microssistema clínico - Acesso à atenção primária à saúde - 18ª CRS

As atividades de dispersão devem ser encaminhadas para os seguintes e.mails, conforme a região de saúde do município: 

- Belas Praias (região de saúde 4): planificacaobelaspraias@gmail.com

- Bons Ventos (região de saúde 5): planificacaobonsventos@gmail.com

Oficina 3 - Território e Vigilância em Saúde

Apresentação - Sistematização da Oficina - 18ª CRS

Apresentação - A Integração da Vigilância em Saúde e Atenção Primária à Saúde 18ª CRS

As atividades de dispersão devem ser encaminhadas para os seguintes e.mails, conforme a região de saúde do município: 

- Belas Praias (região de saúde 4): planificacaobelaspraias@gmail.com

- Bons Ventos (região de saúde 5): planificacaobonsventos@gmail.com

Oficina 4 - Organização da atenção aos eventos agudos e às condições crônicas na Atenção Primária à Saúde

Caderno de Atenção Básica n. 28 - Acolhimento a Demanda Espontânea

Caderno de Atenção Básica n. 35 - Cuidado da Pessoa com Doença Crônica

As atividades de dispersão devem ser encaminhadas para os seguintes e.mails, conforme a região de saúde do município: 

- Belas Praias (região de saúde 4): planificacaobelaspraias@gmail.com

- Bons Ventos (região de saúde 5): planificacaobonsventos@gmail.com

Materiais de Apoio:

Para acessar os vídeos de apoio acesse abaixo nos links:

Vídeo 2 - Acolhimento na APS 18ª CRS

Vídeo 4 - Acolhimento com Classificação de Risco 18ª CRS

Vídeo 5 - Experiências de Acolhimento na APS Parte 1 18ª CRS

Vídeo 5.1 - Experiências de Acolhimento na APS Parte 2 18ª CRS

Matriz de Dispersão:

Parte 1

Parte 2

Oficina 5 -  Assistência Farmacêutica e Apoio Diagnóstico
Oficina 6 - Monitoramento e Avaliação na Atenção Primária à Saúde

Após as oficinas, os temas abordados serão discutidos e aplicados nos territórios, no período de dispersão com o apoio da tutoria.

O processo de tutoria desenvolve-se por meio do apoio direto aos profissionais e equipes no exercício de suas funções assistenciais e gerenciais.

Os tutores são técnicos de nível superior das Secretarias Municipais de Saúde, com conhecimento e vivência na APS, com liderança e disposição para apoiar a condução das oficinas e responsáveis pelo suporte às equipes nos municípios.

A tutoria não é um processo de fiscalização ou de avaliação de desempenho e nem mesmo de definição sobre o que os profissionais devem fazer. Pelo contrário,  é um “fazer junto”, sem substituir o profissional nas suas funções e responsabilidades, ajudando-o na reflexão sobre a própria prática, na identificação de fragilidades e nas ações corretivas necessárias. O objetivo é o de fortalecer as competências de conhecimento, habilidade e atitude.

Organiza-se em oficinas tutoriais que compreendem três momentos principais:

  • Momentos de resgate da fundamentação teórica, sempre breves e objetivos, inseridos na discussão dos processos e remetendo ao processo de educação permanente, quando necessário.
  • Momentos de supervisão in loco da atividade, num diálogo com o seu responsável direto. A supervisão deve checar a atitude do profissional, o seu conhecimento e aplicação das normas e recomendações; verificar o desenvolvimento da atividade frente às normas e recomendações vigentes; verificar o registro do processo no prontuário e nos sistemas de informação; identificar inconformidades e propor as ações corretivas.
  • Momentos de avaliação dos problemas ou inconformidades identificadas, análise de seus fatores causais, priorização e elaboração de um plano de ação, seguindo-se os outros passos do ciclo do PDSA.

Conheça mais sobre o Processo de Tutoria proposto pelo CONASS, acessando em:

Tutoria - CONASS - versão resumida 18ª CRS e Tutoria - CONASS - versão ampliada 18ª CRS

Passo a passo - Tutoria para organização dos macroprocessos da Atenção Primária à Saúde

Macro e micro processos de Tutoria

Materiais das Tutorias

Tutoria 1

Unidade Laboratório 18ª CRS

Instrumento Avaliação Ambiência 18ª CRS

Instrumento de Avaliação da Satisfação dos Usuários 18ª CRS

Instrumento de Autoavaliação do Trabalhador 18ª CRS

Roteiro para Caracterização e Pessoal 18ª CRS

Planilha para elaborar o Plano de Ação 18ª CRS

Tutoria 2

Instrumento para mapeamento da recepção 18ª CRS

O Acesso na APS 18ª CRS

Roteiro para análise do microsistema clínica 18ª CRS

Instrumento mapa de fluxo e ciclo de atendimento 18ª CRS

Macroprocessos 18ª CRS

Cobertura Populacional 18ª CRS

Tutoria 3

Territorização e Infraestrutura na Atenção Primária 18ª CRS

Entrevista Lideranças Comunitárias 18ª CRS

Cadastro Familiar 18ª CRS

Classificação por Grau de Risco das Famílias 18ª CRS

Guia da Oficina Tutorial Microprocesso Sala de Vacina 18ª CRS

Microprocesso Sala de Vacinas 18ª CRS

POP Sala de vacinas 18ª CRS

Checklist Sala de Vacina 18ª CRS

Tutoria 4

Sistematização Organização dos eventos agudos e crônicos na APS 18ª CRS

Objetivos da Oficina

Para garantir a continuidade do cuidado no nível de atenção secundária, para onde são referenciados os usuários com condições de saúde mais complexas, estratificadas como alto e muito alto risco, há que se organizar também a AAE, e promover a integração entre os dois níveis de atenção. Também é utilizada a metodologia de ciclos mensais de oficinas tutoriais, com a organização progressiva dos macroprocessos, em momentos de concentração e dispersão.

A apresentação realizada pelo Consultor do CONASS, Eugênio Vilaça Mendes, na 18ª CRS poderá ser visualizada clicando em: A integração em redes da atenção primária (APS) e da atenção ambulatorial especializada (AAE) 

Apresentação - Um instrumento de gestão e organização da Atenção Primária e da Atenção Ambulatorial Especializada nas Redes de Atenção à Saúde

O fluxo de envio de informações, a citar: formulário de inscrição para as Oficinas; documentos para divulgação na CRS; modelo do Plano de Ação para o processo da Planificação na CRS são encaminhados aos (as) Delegados (as) Regionais de Saúde os quais deverão compartilhar tais informações aos técnicos da CRS.

Acesse também:

Guia do Participante

Programação da Planificação na 18ª CRS 

Portaria nº 171 - Criação do Grupo Condutor Estadual da Planificação da Atenção à Saúde (GCPAS) no estado do Rio Grande do Sul

Acesse o Boletim Informativo sobre a Planificação, o Material Orientador e Organizador da Planificação da Atenção à Saúde e a  Nota Técnica 01/2017 - Atenção ao Pré-Natal na Atenção Básica.

A Palestra do Dr. Eugênio Vilaça Mendes sobre Redes de Atenção à Saúde pode ser acessada pelo link:  https://www.youtube.com/watch?v=IubeEMHiWsI

Experiência da Secretaria de Saúde do Governo do Estado do Ceará  

Apresentação CONASS - Estratégias de Segurança do Paciente

Apresentação Gestão Administrativa e Financeira no SUS

Acesse os materiais complementares sobre Redes de Atenção à Saúde na Biblioteca Digital do CONASS: Biblioteca Digital

Para conhecer o Projeto Piloto da 4ª CRS - Região de Saúde 1 e 2 clique abaixo.

Conteúdos relacionados

Por favor, aguarde até que o procedimento seja concluído.

Carregando
Matriz PROCERGS versão 2.0