Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Coronavírus (COVID-19)

Orientações aos profissionais e gestores

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

Abaixo estão elencadas as definições de casos e os materiais destinados aos profissionais e gestores do estado do RS.

Definições de Casos Suspeitos de COVID-19

Considerando a existência de fase de transmissão comunitária da COVID-19, é imprescindível que os serviços de APS/ESF atuem com foco na abordagem clínica da Síndrome Gripal e da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), independentemente do agente etiológico, conforme segue:

DEFINIÇÃO 1 – SÍNDROME GRIPAL (SG): Indivíduo com quadro respiratório agudo, caracterizado por pelo menos dois (2) dos seguintes sinais e sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou gustativos, diarreia.

• EM CRIANÇAS: além dos itens anteriores, considera-se também obstrução nasal, na ausência de outro diagnóstico específico.
• EM IDOSOS:
deve-se considerar também critérios específicos de agravamento como síncope, confusão mental, sonolência excessiva, irritabilidade e inapetência.

Após confirmar a presença de Síndrome Gripal, é fundamental estratificar a gravidade dos casos, a fim de identificar rapidamente casos suspeitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

DEFINIÇÃO 2 – SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA GRAVE (SRAG) hospitalizado: Indivíduo com SG que  apresente: dispneia/desconforto respiratório OU pressão persistente no tórax OU saturação de O2 menor que 95% em ar ambiente OU coloração azulada dos lábios ou rosto.

• EM CRIANÇAS: além dos itens anteriores, observar os batimentos de asa de nariz, cianose, tiragem intercostal, desidratação e inapetência.

Contato próximo

Contato próximo e continuado no mesmo ambiente fechado (sala, dormitório, veículo de trabalho, entre outros) com um caso confirmado por RT-PCR ou Teste de Antígeno, em período superior a 15 minutos, sem o distanciamento interpessoal de no mínimo 1,5 metro, sem o uso de máscara, durante o período que corresponde a 2 dias antes do início dos sintomas até o isolamento ou afastamento do caso confirmado.

Atualizado: 18/09/2020. Nota Informativa 22 COE-RS, 2020.

Mais informações:
  • Materiais de apoio construídos para os profissionais de saúde e gestores da Atenção Primária à Saúde
  • Painel Coronavírus do Ministério da Saúde 
  • contato de whatsapp para a população tirar dúvidas
  • plataforma para a população também tirar dúvidas gerais e sobre sintomas (TeleSUS).

Acesse abaixo os materiais orientativos destinados aos profissionais e gestores:

Arquivos anexos

Por favor, aguarde até que o procedimento seja concluído.

Carregando
Matriz PROCERGS versão 2.0